Montagem de sistemas de irrigação – parte V


JOSÉ GIACOIA NETO
Engenheiro Agrícola,
M.Sc. em Irrigação e Drenagem (UFV)
MBA em Gestão Comercial (FGV)
Gerente Internacional de Negócios Américas, Rain Bird Intl.

PROCEDIMENTOS DE MONTAGEM E IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS DE IRRIGAÇÃO PARA PAISAGISMO E GRAMADOS
PARTE V

4 – INSTALAÇÃO E MONTAGEM ELÉTRICA.

A parte de instalação elétrica é simples e sem muitas variáveis, porém é específica.

Os sistemas de irrigação são automatizados por dois tipos: Sistemas tradicionais e sistemas de cabos de dois fios (ou decodificadores).

O primeiro sistema é o sistema em que a maioria dos controladores utiliza e a montagem é tradicional. É o sistema utilizado em qualquer tipo de instalação sendo paisagística ou agrícola.

Este sistema se baseia em um circuito elétrico com um cabo ou fio de retorno de para cada válvula (fazendo analogia seria o neutro de uma instalação elétrica) e o cabo ou fio comum (fase), que passa por todas as válvulas.

No sistema tradicional temos sempre um fio para cada válvula e um fio comum. O raciocínio para verificação da quantidade de fios que chega ao controlador é lógico. Se tenho 5 solenoides chegam 6 fios ao controlador (5 retornos de válvula + o fio comum).

Em alguns projetos podemos ter mais de um solenoide por setor que é quando temos funcionamento simultâneo de mais de uma válvula em um setor. Muito comum em agricultura e pouco comum em paisagismo.

A grande maioria dos sistemas tradicionais funciona em baixa voltagem + ou – 24 VAC (corrente alternada), e as correntes elétrica varian de 0,15 a 0,75 amperes.sistemas de irrigação - parte V aFig. 1. Diagrama elétrico de automação tradicional para irrigação.

As instalações são realizadas por fios (um condutor somente), ou por cabos (vários condutores), não existe restrição em relação a utilização a cabos ou fios. Existe uma tendência a utilização de cabos em sistemas tradicionais por questões de flexibilidade, maleabilidade e facilidade de instalação.sistemas de irrigação - parte V c sistemas de irrigação - parte V b

Fig. 2. Fio rígido (com um condutor) e Cabo (vários condutores).

Os cabos elétricos devem ser instalados enterrados e, preferencialmente, acompanhando a rede hidráulica principal.

Os cabos podem ser lançados diretamente ao solo quando fabricados com proteções específicas para este tipo de instalação.  Quando não, devem ser instalados protegidos dentro de tubulações elétricas específicas para este fim. NUNCA utilize eletro duto de PVC corrugado enterrado.

Cabos apropriados, instalados diretamente nas valetas, devem obedecer algumas regras:

  1. a) Sempre no fundo das valas, ao lado da tubulação adutora principal;
  2. b) evitar enrolar os cabos nos tubos de PVC. Eles devem estar sempre de um mesmo lado da tubulação;
  3. c) se instalados mais rasos que os tubos, deve-se marcar as valetas com fita indicadora, para prevenir danos em futuras manutenções

Não é recomendável que a emenda destes fios seja feita com fita isolante comum. E nem mesmo a fita de alta fusão, mesmo a fita de alta fusão deixa ocorrer oxidação depois de 1 a 2 anos enterrada ao solo.

As formas corretas de fazer as emendas são com a utilização conectores blindados. Estes conectores se chamam conectores submersíveis pois podem ser submersos em água sem nenhum risco de fuga de corrente ou oxidação dos cabos.

Devido ao ambiente úmido e a baixa voltagem qualquer corrente de fuga em um cabo ocasiona em uma falta de comunicação ou interrupção de funcionamento do sistema.

sistemas de irrigação - parte V dsistemas de irrigação - parte V esistemas de irrigação - parte V fsistemas de irrigação - parte V gFig. 3. Fotos de Conectores Blindados

Nos pontos do sistema em que houver emendas deve-se instalar caixas de passagem que podem ser as próprias caixas de válvulas plásticas utilizadas.

As codificações de cores de cabos ou fios mais utilizados são duas.

1 – Identificação de fios por cor recomendada e mais utilizada na América Latina:

  • Fio comum: Azul
  • Fio de retorno da válvula: Preto
  • Fio MV: Vermelho
  • Fio do sensor: Branco
  • Fio Terra: Verde

2 – Identificação de fios por cor recomendada e mais utilizada nos EUA e Canadá:

  • Fio comum: Branco
  • Fio de retorno da válvula: Vermelho
  • Fio MV: Preto
  • Fio do sensor: Azul
  • Fio Terra: Verde

instalação eletrica do sistemaFig. 4. Instalação Elétrica em andamento.

INSTALAÇÃO DE CONTROLADORES

O controlador controla e opera a irrigação. Ele deve ficar em local de fácil acesso e utilização. Apesar de muitas vezes ele estar junto em casas de máquinas enterradas. É como se fosse um mito que o controlador tem que ficar perto do bombeamento. Controlador tem que ser instalado em local que permita acesso e operação. Agora com o advento da tecnologia de conexão com a rede Wifi local, recomenda-se instalar em local onde temos cobertura do sinal local de internet.

As recomendações de instalação do controlador de irrigação são:

– Sempre que possível ter um circuito independente para a irrigação no quadro de distribuição

– A altura de instalação deve ser sempre a que dê maior conforto e com visualização do display a altura média dos olhos.

– Fácil acesso e livre de umidade e poeira.

– Parede plana.

– Ao lado de energia um ponto de energia.

– Protegido contra vandalismo.

– Fora do espectro operacional de água (aspersores)

– Longe dos cantos – abertura da porta

– Fixar caixas de passagem de dutos de cabo

Observe as regras e regulamentos para o local da instalação.sistemas de irrigação - parte V iFig. 5. Detalhe de Instalação de um controlador na parede

Continuamos a parte de instalação elétrica dos controladores em nossa próxima parte VI.

2 responses to “Montagem de sistemas de irrigação – parte V”

  1. Antonio Machado do Rego disse:

    Boa tarde Dr Giacoia, faz tempo que não nos encontramos, fiz dois cursos com o Sr, Rio e Recife, depois de terminar o projeto RAIN BARD do Condomínio Haras Residence Vitória da Conquista voltei para Recife e continuo a fazer pequenos projetos e sempre com produtos RAIN BARD.
    Abraço,
    Antonio Machado

  2. […] Próxima etapa:  Montagem de sistemas de irrigação – parte V […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!